10 dicas para escolher a melhor escola para o seu filho

Sem categoria
escola; criança (Foto: Getty Images)

Frio na barriga no primeiro dia, novos amigos, aprendizados e descobertas. É na escolaque tudo isso acontece. O que se vive lá contribui para a formação do ser humano e, por isso, escolhê-la é tão difícil. Na edição de julho da CRESCER, que está nas bancas, nós ouvimos 12 pais para saber as principais dúvidas na hora de buscar a escola das crianças e 11 especialistas em educação. Eles deram 73 dicas que vão ajudar você nessa tarefa. Aqui nós adiantamos 10 delas!

1- Faça uma lista
Antes de tudo, saiba exatamente o que você espera da escola. Elenque aquilo de que não abre mão, como espaço físico, profissionais qualificados, proximidade de casa, opção de período integral, oferta de cursos extracurriculares. Cada família tem seus próprios aspectos a considerar, por isso é bom criar uma lista de prioridades. Ao fazê-la, você visualiza o que deseja – e isso facilita a busca.

2- Em sintonia
Opte por uma escola que tenha a ver com o seu filho e o estilo da família. Não adianta, por exemplo, colocar a criança em um colégio religioso se vocês não são daquela religião.

3- Pesquise muito
Não há número mínino ou máximo de escolas que devem ser visitadas antes de fazer a escolha. Para alguns, pode acontecer logo de cara, na primeira visita. Para outros, leva tempo e muita pesquisa. A decisão final só deve ser tomada quando os pais se sentem realmente seguros e confiantes.

4- Converse
Aproveite a hora de saída ou entrada das crianças para conhecer pais de alunos da instituição. Converse com eles sobre questões básicas como alimentação, rotina, método de ensino… As repostas deles podem confirmar (ou não) suas impressões iniciais sobre a escola.

5- Leve a criança
Se você já eliminou diversas opções e ainda está em dúvida entre duas ou três escolas, leve seu filho para visitá-las. Quando a criança vai ao colégio, os pais percebem se ela simpatiza com o ambiente e o tratamento dos profissionais com ela.

6- Além do básico
O colégio deve ir além de apenas passar o conteúdo das aulas e cuidar da criança, mantendo-a limpa e alimentada. Eleja uma instituição que também ensine valores e estimule o desenvolvimento cognitivo, físico e social – independentemente da idade do seu filho.

7- Preço e qualidade
O alto custo de uma escola particular não significa, necessariamente, boa qualidade educacional. Há excelentes instituições públicas com projeto pedagógico interessante, enquanto algumas privadas têm projetos duvidosos. Não dá para generalizar.

8- A comunidade escolar
Leve em conta o padrão de vida dos alunos: ainda que você possa pagar a mensalidade, talvez não consiga acompanhar os hábitos daquela comunidade. Isso pode ser ruim para a criança, pois ela vai desenvolver um senso de inferioridade: é como se ficasse sempre atrás. Por isso, opte por uma escola que se ajuste ao seu padrão financeiro. Assim, seu filho se sentirá parte do grupo, terá assuntos semelhantes e poderá frequentar os mesmos lugares que os amigos.

9- Horários
Quando o pai e a mãe trabalham fora, é essencial questionar sobre o que acontece caso se atrasem para buscar a criança. Cada escola tem seu método: há desde as que não aceitam atrasos até as que cobram taxas extras pelo tempo a mais que a criança permanece ali.

10- Datas comemorativas
Se você sonha em ver seu filho fazendo apresentações em datas comemorativas como Dia dos Pais e das Mães, busque uma escola que ofereça isso. Algumas não realizam festas nessas datas. Outras fazem as comemorações internamente, só para as crianças. E há, ainda, as que realizam o evento e cobram pelo serviço (desde o figurino usado pelos alunos até os presentes ofertados aos pais).

Fonte.http://revistacrescer.globo.com/Criancas/Escola/noticia/2014/07/10-dicas-para-escolher-melhor-escola-para-o-seu-filho.html

Compartilhe!

Deixe uma resposta